A origem da palavra Escort

Escort

Escort. Muitas vezes vemos que as Acompanhantes ou Garotas de Programas de Luxo recebem esta denominação. Sem dúvida que a palavra tem uma relação muito estreita na nossa cultura com serviços de prostituição. Mas quando a atividade se originou, as primeiras escorts ofereciam apenas sua figura, normalmente bonita, e as vezes suas capacidades de tradução para companhia de pessoas importantes. Com o tempo elas adicionaram a seu “cardápio” o relacionamento sexual em troca de uma boa quantidade de dinheiro. Mas até hoje existem escorts profissionais que são meras acompanhantes que não se prostituem.

Tudo isto gera muitas vezes situações constrangedoras para acompanhantes de idosos, por exemplo, que ao igual que muitas massagistas sofrem o preconceito de verem suas profissões sendo misturadas com atividades sexuais pagas.

Mas qual é a origem desta palavra? Escort tem sua raiz no idioma italiano, vem de Scorta que significa acompanhamento que por sua vez vem do latim Scorgere que significa guia. Assim passou para o francês medieval como Escorte e finalmente para o inglês Escort. Esta forma foi adotada por vários idiomas como o português, o espanhol, etc.

A palavra Escolta amplamente utilizado no mundo das empresas de segurança tem a mesma raiz.

As Escorts modernas são belas mulheres, de um bom nível cultural, muitas delas conhecem outras línguas que acompanham pessoas a viagens e ou eventos e que muitas vezes oferecem também seus “favores” sexuais.

Os cachês delas por duas horas ficam em Fortaleza na faixa dos R$ 300,00, mas isso depende muito da sua beleza, de suas dotes intelectuais e do que está disposta a fazer para agradar sua companhia. Mas com em toda atividade tem muitas que cobram tarifas altíssimas e outras bem mais baixas.

Dependendo de sua beleza elas não conhecem crises. Sempre há homens com dinheiro dispostos a “alugar” uma companhia agradável com os mais diversos fins.



Deixe uma mensagem para a Acompanhante